Por Mercedes Couto

Um empreendedor de sucessonão nasce pronto.

A jornada é uma evolução constante pessoal e profissional.

Hoje vou compartilhar com você os 7 erros que vejo empreendedores iniciantes cometendo dia após dia.

A missão desse post é abrir os olhos para diversos desafios que ficaram claros após muito estudo, prática e experiência com erros próprios na gestão.

 

Erro #1: A armadilha do “exército de um homem só”

Talvez você ainda não tenha uma empresa, mas sim uma “eupresa”.

Ou seja, é você quem faz tudo acontecer.

Das vendas ao suporte, você precisa entender sua empresa 360º.

Logo, você se define como um exército de um homem só.

  • Talvez você até se orgulhe disso, mas sabe, lá no fundo, que é impossível escalar sua empresa sozinho.
  • Talvez você tenha medo de contratar uma pessoa e ter que demiti-la semanas depois.
  • Talvez você tenha dúvidas se agora é o melhor momento financeiro para trazer novas pessoas.

Não importa o que você pense, uma coisa é certa:

O que te trouxe até aqui não irá fazer você chegar ao mesmo nível de um empreendedor de sucesso.

Portanto, se você desejar escalar sua empresa, trabalhar sozinho é uma armadilha que te deixará preso no tempo para sempre.

 

Erro #2: Não contratar as pessoas certas

  • Você sente que os melhores funcionários já estão empregados?
  • Ou até mesmo que você está rolando um dado da sorte na procura de colaboradores?
  • Você não tem ideia de quais passos seguir para encontrar o candidato ideal para a vaga certa?

No início, é comum ter várias dúvidas sobre a melhor maneira de trazer as pessoas certas para o seu time.

Afinal, são muitas variáveis envolvidas em uma contratação:

  • Será que essa pessoa irá se adequar à cultura (valores) da empresa?
  • Será que a remuneração combinada está ideal?
  • Será que ela é tudo isso que diz na aplicação e entrevista?

Encontrar as pessoas certas para sua empresa é muito mais fácil do que você imagina.

Ao longo de anos compreendi que não se acha bons candidatos na sorte ou através de um programa mágico.

É preciso ter um processo claro de contratação, envolvendo estes 5 passos:

  1. Descrição da vaga (clareza do que a pessoa irá fazer)
  2. Divulgação da vaga (onde encontrar a pessoa certa)
  3. Filtro de candidatos (avaliação das respostas)
  4. Entrevistas ao vivo (últimas perguntas para a decisão final)
  5. Onboarding (sequência de ações para receber o novo colaborador)

Leia esse artigo se você quiser saber mais sobre a Anatomia do Colaborador Ideal.

 

Erro #3: Estar ocupado não significa ser produtivo

Você sabe quais são as decisões mais importantes que farão seu negócio crescer AGORA?

O empreendedor de sucesso é um indivíduo louco que está pronto para tudo.

A cada semana, um incêndio novo para apagar.

Quando você olha as atividades que fez durante a semana abre um leve sorriso e pensa:

“75 tarefas entregues. Nada mal!”.

Porém, quando olha os resultados da empresa, você logo pensa:

“Droga! Eu não fiz tudo o que poderia ter feito”.

Parece que as 24 horas do dia nunca são suficientes para o empreendedor.

Seja você um marinheiro de primeira viagem no empreendedorismo ou um gestor com mais de cinquenta anos dedicados à empresa, todos têm as mesmas 24 horas.

Entretanto, o que diferencia o empreendedor de sucesso dos chefes que apagam incêndios a semana inteira?

Eles entendem de forma cristalina a palavra “prioridade”.

Estar ocupado não significa ser produtivo.

Não é sobre quantidade de horas trabalhadas, mas sim sobre qualidade de trabalho entregue.

Cada negócio passa por 5 fases, que chamo de:

  1. Eupresa
  2. Enxuta
  3. Crescimento
  4. Amadurecimento
  5. Escala

Entender os desafios de cada fase e quais são os projetos prioritários que você precisa focar é o que define o futuro da sua empresa.

Lembre-se: não adiantar correr na velocidade máxima se você estiver indo na direção errada.

 

Erro #4: Focar apenas na sua produtividade, ignorando o desempenho do time

Você sabe como aumentar a produtividade da sua equipe?

Responda com o coração aberto as perguntas abaixo:

  • Você realiza muitas reuniõescom seu time?
  • Você precisa controlar sua equipe para ver resultados?
  • Você faz com que seus colaboradores sigam ordensclaras?

Apesar de parecer que o “Sim!” é uma resposta saudável para as perguntas acima, ele não é.

Essas são algumas práticas que engessam o crescimento de uma empresa.

Em 2016, fazia mais várias reuniões com o meu time por semana.

  • Achava que isso significava me importar com eles e com a empresa.
  • Achava que as reuniões serviam como alinhamento de expectativas, tarefas e objetivos.
  • Achava que elas se traduziam em produtividade.

Porém, não podia estar mais enganado.

Hoje, faço apenas uma reunião em torno de 30-60 minutos com o time inteiro na segunda-feira.

Apenas isso e nossa produtividade triplicou.

Ao invés de reuniões prolixas que tomam, muitas vezes, 3 horas de cada participante, usamos outra tática aqui na Viver de Blog.

Gravamos vídeos sempre que encontramos um desafio, precisamos fazer um alinhamento e, principalmente, na hora de delegarmos tarefas.

 

Erro #5: Falta clareza sobre o momento ideal para contratar e demitir colaboradores

“Contrate devagar e demita rápido”.

Você já ouviu essa frase?

Concorda com ela?

Independente da sua resposta, vou provar para você porquê ela faz TODO sentido…

Pense agora nos seus filhos.

Se ainda não tiver filhos, pense como seus pais criaram você.

Imagine se não existisse nenhum limite sobre o que é certo ou errado.

Ou até mesmo diferenciar o bem do mal.

Ou ainda… sobre os valores que sua família defende.

Seria um caos, não é mesmo?

Criar um filho até ele “estar pronto para o mundo” leva anos de preparo.

Porém, algumas empresas querem preparar novos colabores para ONTEM.

Se sua empresa valoriza respeito, o que aconteceria se entrasse uma nova pessoa arrogante que insiste em dizer que é a melhor do time? Caos, com certeza.

Se sua empresa valoriza inovação, o que aconteceria com pessoas que são totalmente passivas e só sabem seguir ordens? Tédio, com certeza.

Se sua empresa valoriza simplicidade, o que aconteceria com pessoas que falam pelas mãos, nunca ouvem seus colegas e têm dificuldade em explicar de forma simples uma ideia? Irritação, com certeza.

Portanto, encontrar as pessoas certas, requer um filtro mais rigoroso que garanta uma combinação entre os valores da empresa e dos novos colaboradores.

Pense bem!

Quanto tempo leva para um designer aprender a criar um logo flat usando cores em gradiente no Photoshop? Algumas horas.

Agora… quanto tempo leva para esse mesmo designer desenvolver respeito, lealdade e integridade? Para alguns, anos. Ou até mesmo uma vida inteira.

Valores levam muito mais tempo para serem aprendidos do que habilidades.

Por isso, contrate devagar usando filtros poderosos na escolha do candidato ideal.

Da mesma forma, se você notar que existe uma maçã podre dentro da sua cesta, ela precisa sair o mais rápido possível, antes que contamine o restante.

Quando você perceber que algum colaborador está infringindo regras ou seu código de valores, você vai agir rápido.

Caso contrário, o comportamento ruim dele será visto como “normal” e outras pessoas podem seguir o mesmo caminho.

Dessa forma, demita rápido quando necessário.

 

Erro #6: Acreditar que o olho do dono engorda o gado

Basta uma semana fora e o trem sai dos trilhos completamente.

Você já ouviu essa frase: “O olho do dono engorda o gado”?

Gestores de sucesso sabem que essa é uma frase de gestores fracassados.

Se sua empresa precisa 100% de você para funcionar, você não é o gestor dela, mas sim um escravo.

Se você ama liberdade, assim como eu, é necessário trocar o chip de “escassez” pelo chip da “abundância”

O termo “colaboradores” significa que essas pessoas irão colaborar para sua empresa crescer. Eles não são seus inimigos.

É perfeitamente possível manter um time profissional que trabalhe para sua empresa, mesmo quando você não está presente.

Se isso ainda não acontece, pode ter certeza que você não possui um modelo claro com:

  • Código de cultura da sua empresa.
  • Organograma bem definido onde cada um sabe exatamente em qual área está e qual sua função.
  • Processos e OKRs bem definidos.

Inclusive, seguindo as boas práticas citadas acima, é bem possível que sua empresa funcionará MELHOR sem você durante o breve período que estiver ausente.

Às vezes, você é o maior gargalo da sua empresa e nem se dá conta disso.

O objetivo aqui não diminuir o importante papel do gestor. Afinal, sua empresa é o reflexo direto da sua visão e missão como líder.

Porém, você precisa criar mecanismos, modelos e processos para que ninguém seja insubstituível em sua empresa e que ela possa operar mesmo sem você estar presente.

 

Erro #7: Remunerar pessoas por afinidade ou tempo de serviço

Você sabe qual é a remuneração justa e ideal para cada colaborador no seu time?

Talvez você não tenha muito contato com outros empreendedores com pequenas e grandes equipes.

Esse isolamento pode te custar caro quando um candidato apresentar uma proposta de R$ 5.000 para trabalhar na sua empresa.

Está caro? Barato? Na média? Qual modelo? CLT? PJ? Associado?

Sem uma base de comparação, fica difícil entender se você está remunerando de forma ideal seus colaboradores.

Sim, existem diversas variáveis envolvidas.

Porém, remunerar bem não é nenhum bicho de sete cabeças.

Mas sim um modelo de 7 fatores que usamos, como:

1. Dificuldade dos projetos gerenciados.

2. Raridade dessa habilidade no mercado.

3. Lucratividade direta gerada para a empresa.

4. Capacidade de liderança.

5. Habilidade em resolver problemas rapidamente e de forma autônoma.

6. Flexibilidade em servir a empresa em diferentes projetos/áreas quando necessário.

7. Remuneração média do mercado.

Dizem que quando nasce uma criança, nasce uma mãe. Que irá aprender sobre o “ofício” conforme seu filho cresce.

Essa é uma missão para a vida toda, como a do empreendedor de sucesso.

Erros serão cometidos e servirão de escada para o seu crescimento.

Portanto, não tenha medo de cometê-los, mas saiba quais você pode evitar prejuízos apenas usando como exemplo a trajetória de outras pessoas que já passaram pelo que você está passando hoje.

Agora quero saber de você: de todas essas dicas, qual foi a que mais abriu seus olhos?

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Vamos Conversar!
×
×

Carrinho